Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Espiritualidade de esquina de café

por Joana Cristina Pinto, em 08.01.18

imagens blog.jpg

 

Nos meus textos e intervenções sempre me caracterizei por falar a realidade que vou percebendo, sendo essa a minha verdade, sem medos ou receios de ser apontada. Realidade essa que tem vindo a incomodar muitas pessoas.

Desde que iniciei o meu caminho na espiritualidade e nas energias que fui vendo muito mau carácter, más atitudes e sobretudo más índoles e maus comportamentos por parte de terapeutas. Se ao início me incomodava agora recuso-me a tolerar.

 

Os mais puristas vão dizer: “ai isso é escolha deles tens que aceitar e pardais ao ninho”, “ se isso te incomoda é porque estás a ver reflectido neles algo que tens que trabalhar em ti”.

 

Oh gente! As coisas não são bem assim, vamos lá a sair da caixa. Lá por isso vir num livro não quer dizer que seja a verdade absoluta.

É preciso experiência.

É preciso saber ler as energias.

É preciso aprender a ver e sentir como ela se mexe e comporta.

É preciso saber.

É preciso ler além das histórias da carochinha.

 

Não é por eu me sentir incomodada com elementos que denigrem a espiritualidade que isso indica que eu própria o faço!

 

Tenho-me apercebido que nesta área existe muito silêncio e sobretudo medo. Não se fazem ondas. Como se falar de certos temas fosse tabu. Como se não se pudesse mostrar que terapeutas também sofrem e tem problemas a resolver.. não nada disso, são perfeitos, e depois comportam-se como crianças mimadas a quem se feriu o ego. Não dá né??

 

Um dos meus últimos textos levantou muitas ondas “o que se passou com a energia do natal – uma reflexão energética”. Então todos nós sentimos o mesmo e ninguém fala? Foi dos textos onde mais fui atacada e mesmo gozada por terapeutas, mas contudo tive centenas, sim centenas, de testemunhos que vieram corroborar o que escrevi. Será que fui eu que errei? Não me parece.

 

Milhares de pessoas estiveram em sofrimento sem saber porque, achando que estavam a ficar malucos e nós que sabiamos ficamos calados?? Não pode ser. Muitos contam connosco para traduzir a energia, pois eles ainda não a sabem ler. Essa é a nossa verdadeira missão.

 

Traduzir energia para quem não a saber ler!

 

Não é somente partilhar textos estrangeiros onde praticamente não se percebe o que está lá escrito. Não. É traduzir essa informação para termos que todos percebam.

Temos que abrir a Espiritualidade, e isso não é só criando novas terapias (que não verdade são as antigas só que remodeladas) ou fazendo o que os outros fazem – as chamadas terapias da moda. Não. É traduzir as informações que chegam e levá-las as pessoas.

 

As pessoas precisam de informações. E muitas vezes carecem das mais básicas.  

 

Eu não estou a afirmar que sou dona da verdade, ainda tenho muito a aprender, mas gostaria de ver mais transparência.

 

Nós últimos dias, e após o lançamentos de um novo projecto, IMPERIUM – PLENA VITA, em conjunto com um Terapeuta amiga (Sandra l. Santos do Pelo Olhar da Numerologia), fui confrontada com o mais feio e sujo dos terapeutas.

Denunciam em páginas.

Bloqueios de páginas de Facebook.

Criação de e-mails com variantes do nosso nome para não o usarmos.

Enfim, já diz a minha avó: "quem tem cu tem medo".

 

Nem é só isto. Quantos terapeutas escondem informações para o bem-estar das pessoas de forma a os manter dependentes? Quantos metem acerca das suas qualificações? Quantos se auto-intitulam mestres mas quando não são bajulados desaparecem? Quantos enviar cargas na sua impossibilidade de ver os outros a crescer? Quantos atacam quando aparece concorrência? Quantos se escondem no medo, na mesmice, na mentira??? Quantos só ajudam quando lhes cheira a dinheiro ou reconhecimento?  Quantos ainda se refugiam nos rituais e velinhas queimadas para resolver problemas energéticos?

 

São estas as pessoas que trabalham na Espiritualidade e na ajuda aos outros??

Certo que ninguém é perfeito e estamos todos a aprender e evoluir. Mas porra!! Tem que haver o mínimo!

Eu sei que existem pessoas serias e sou abençoada por conhecer algumas. Mas sinceramente conto-os pelo dedos de uma mão. Diria que mais de 80% são seres de uma sombra e maldade inacreditáveis e ainda assim proclamam ao ventos que ajudam e curam.

 

Sinceramente isto assusta-me pois existem pessoas inocente e desprotegidas que saem prejudicadas.

Com isto não quero denegrir ninguém, nem estou a libertar raiva (como uma alma iluminada me disse). Simplesmente falo do que vejo e sei.

 

 

Acho que chegou o tempo de falarmos da realidade tal como ela é. Temos que trazer o lixo ao de cima para que possa ser transmutado.

 

“ah e tal esquece os outros e foca-te no teu trabalho”  - não será também minha responsabilidade quando vejo más práticas e me calo? Não falando e expondo novas prespectivas, não colocando cá fora a informação para as pessoal poderem fazer uma escolha de forma concreta e informada?

 

Estamos a trabalhar para a ascensão mas ficamos quietinhos e caladinhos quando confrontados com maus profissionais e más práricas? Está é uma época de crescimento e de partilha de informação. Não podemos simplesmente ficar atrás de um pc e somente partilhar textos.

 

A nossa responsabilidade é maior! Canalizem! Vão atrás da vossa verdade e realidade pois ela pode ajudar alguém que esteja na procura do seu Eu.

Os maus só vão persistir se os bons se acomodarem a isso. Mas isso cumpre o seu propósito? Fazerem o seu serviço no seu canto caladinhos e quietinhos???

 

Essa não é a minha espiritualidade. Recuso-me a ser identificada com pessoas que não sabem aceitar os outros, bajulando-os e mentirem-lhe de forma a conseguir dinheiro e status.

 

Nós somos os Gerreiros da Luz, e alguns mesmo Guerriros do Arco - Iris! Até quando vão ficar passivos?!

 

Quanto a mim, cá vou falando da realidade. Da verdade que canalizo. Sem medo de me expor até porque nunca me escondi atrás de fotos com bonequinhos.

Este não é um caminho de medo nem de silêncios.  

 

Ah e para quem me tenta deitar abaixo, eu não sou cá como Fénix que renasce das cinzas! Eu levanto-me com a fúria de um touro e a força de um leão.

 

Com Claridade e Persistência,

Joana Cristina Pinto

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:32




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D


Links

  •  

  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Blogs de Portugal


    Seguir