Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Reflexão - Trabalhos

por Joana Cristina Pinto, em 25.04.17

images.jpg

 

Hoje venho falar de algo que me perguntam ou me pedem muitas vezes : “faça alguma coisa para ele(a) voltar para mim”, “ajude-me, quero que ele (a) volte”, … Ora bem, eu compreendo e sei o que é o sofrimento de uma ruptura amorosa mas eu estes pedidos são pedidos dos chamados “trabalhos”. Quero deixar já claro que eu NÃO mexo com trabalho, nem feitiços nem nada desse género! Nem nunca falei, nem publicitei algo do género.. Nem aconselho tal coisa, e quem me pede não se livra de um responso bem passado.

 

Mas o que são estes “trabalhos”?

Acho que toda a gente sabe, mas são feitiços, rezas, encantamento, rituais, missas, enfim…, que visam o beneficio / vontade de uma pessoa (por norma o cliente), sem contar com a vontade da pessoa, ou pessoas envolvidas seja directa ou indirectamente. A única coisa que conta é a vontade / desejo de quem paga (e olhem que pagam bem!!!).

Existem pessoas (não os classifico como terapeutas, para mim não estão nessa categoria, tem que andar bastante e comer “muita sopa”) que fazem e publicitam que fazem e acontecem. Certo. Livre arbítrio e cada um faz o que acha que deve fazer da forma que o deve fazer. E depois há quem se passe por santo e mestre e depois fazem coisas de arrepiar. Atenção não é por ser Reikiano (a) que é boa pessoas e só faz o bem!! Pois há que use isso como montra da sua Luz….mas enfim..  e nem é a ferramenta utilizada, mas sim a forma comose utiliza.

Mas é uma grande asneira, no meu decoro de usar outra palavra. Não podemos nem devemos mexer no livre arbítrio das outras pessoas. Não podemos achar que podemos fazer e desfazer a vida dos outros só porque achamos que sabemos melhor. Não podemos interferir com certas leis. Simplesmente não podemos! Não devemos brincar a Deus. Isto, a meu ver, é extremamente perigoso. Porque? Primeiro, ficamos falidos. Segundo, ficamos sobre influência da tal pessoa, lamento pois não pode ser boa pessoa nem ter boas energia, não pode, e isso cola, e se mexe com vontade dos outros acham mesmo que não vai mexer com a vossa?. Terceiro, bloqueamos completamente a nossa vida, pois atrevemo-nos a brincar a manipulação energética. Quarto, criamos um karma bonito, pois nesta ou noutra vida iremos pagar o que fizemos.

Nem acho que sejam os ponto anteriores os mais importantes, NOS NÃO PODEMOS MEXER COM A LIVRE VONTADE E ESCOLHA DAS OUTRAS PESSOAS. Podemos e devemos exercer esse poder na nossa vida e isso é mais que suficiente, alias, é poderoso.

 

Ahhh!! Isto para não dizer que a maioria que diz que faz e acontece, não faz nada. Nê?!! Haja dinheiro a entrar. Mas há quem faça e faça bem.. portanto cuidado.

 

Mas porque as pessoas continuam a achar que quem mexe com Tarot, Reiki e outras terapias faz disto?

Bela pergunta a minha. Devido a estas praticas estarem associadas. Quem vê nas cartas acaba por fazer e manipular. “Há esta aqui uma separação. Mas fazemos aqui um ritual e ele nunca mais o /a larga.”… ”faz isto e aquilo e tudo se resolve… não paga nada minha filha, só o material…” Quantos de nós já não ouviram isto? Nem que seja por terceiros.

 

Graças a Deus hoje em dia cada vez menos pessoas o fazem e cada vez mais pessoas estão conscientes das leis da vida e de como se deve proceder, sem ligar a fama, dinheiro ou seguidores.  Mas ainda há muita falta de informação ou mesmo egoísmo puro e duro.

 

Desculpem o meu desabafo mas irrita-me profundamente quando me pedem tal, sem pedir directamente lógico, e depois ficam escandalizados quando levam com o responso. Enfim..

 

Vamos abrir consciências e mentes. Vamos pensar um pouco .. bom senso.

 

Com Amor e Luz

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:44

Tarot, Baralhos, Oráculos, Cartas E MAIS O QUÊ????

por Joana Cristina Pinto, em 19.04.17

thumbs.web.sapo.io.jpg

 

Existem várias ferramentas usadas para adivinhação, trazendo sempre dúvidas do que são e de como funcionam, mas hoje vou falar dos vários tipos de "cartas".

Há quem utilize vários tipos de cartas, que é o meu caso. Mas porque? A meu ver cada baralho / tarot tem uma energia própria associada a si e logo podem usados para diferentes questões. Com isto não quero dizer que tarot mexe com energias negativas ou más! Não! Tarot nada mais são que desenhos em papel, mas a energia necessária para trabalhar com eles é diferente. 

 

Mas vamos lá diferenciar os vários tipo:

 

Tarot – é o mais tradicional. A sua origem é desconhecida mas remonta ao Séc. XV, podendo mesmo ser anterior. Este é formado por 78 cartas. 22 arcanos maiores e 56 arcanos menores. No mercado existem milhares de interpretações dos tarot tradicionais. A essência da carta mantêm-se mas cada autor dá o seu toque artístico e pessoal as cartas. A venda podemos ver Tarot desde os mais tradicionais aos Tarot com gatos, plantas ou cristais.

 

Oráculos – significa uma previsão do futuro, ou a pessoa ou entidade que faz essa previsão. Também pode indicar a vontade ou palavra de Deus ou de alguma divindade. Além disso, um oráculo poderia ser uma classe de pessoas, como sacerdotes e pitonisas; um lugar específico, como um túmulo ou templo; ou um ritual, como a observação de cartas, dados, cadáveres ou vísceras de animais. Algumas vezes, os oráculos eram feitos através da interpretação de sonhos, do voo dos pássaros, e da leitura das mãos, dai serem mais livres tanto em ilustração e número de cartas. Podemos encontrar o Oráculos dos Anjos, Oráculos das Fadas, Oráculo de Zeus e por ai fora.

 

Baralhos – é o conjunto de cartas que compõem o jogo, assim chamado habitualmente devido ao fato de, antes das repartidas, as cartas serem misturadas ou embaralhadas. Aqui estão incluídos os típicos baralhos de jogar as cartas, sueca, poker,… Podem ter 52 ou 56 cartas. Estes baralhos são usados na cartomancia.

 

Baralho Cigano – ou Lenormand – Lenormand tem origem com a Madame Marie Lenormand que começou a lançar as cartas nas cortes burguesas da europa. O seu método de jogo ficou conhecido como Lenormand. Mais tarde também ficou conhecido também por Baralho cigano, também pelo uso dos ciganos deste método (apesar de muitos ciganos utilizarem o baralho de jogo devido ao ser preço acessível). Este baralho é composto por 36 cartas e todas as cartas tem associação ao comum baralho de jogar, pelo que poderá ter derivado dai.   

Porém e apesar de serem considerados por muitos o mesmo, Baralho Cigano e Lenormand diferem. Lenormand é a linha mais tradicional, sendo associado a Europa havendo várias escolhas de Lenormand sendo a mais conhecida a Alemã e Francesa. O Baralho Cigano, esta associado aos povos ciganos mas sobretudo ao Brasil, onde este baralho é muito utilizado. Entre os dois existem diferenças nas cartas e nos seus significados, dependendo da origem e escola.

 

Mais que o método ou a ferramenta utilizada, o que verdadeiramente conta é a intenção colocada e forma como se usa estas mesmas ferramentas. Faz o bem e terás o bem.

 

Com Amor e Luz

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:56

Sincronicidade

por Joana Cristina Pinto, em 13.04.17

índice.jpg

 

Ora aqui esta um tema bastante complexo mas que no entanto acorre diariamente, por vezes, múltiplas vezes, nós é que não prestamos atenção e quando prestamos chamamos de coincidência ou mesmo milagre.

 

Vamos primeiro ver a definição de Sincronicidade.

É um conceito desenvolvido por Carl Jung para definir acontecimentos que se relacionam não por relação causal e sim por relação de significado. É a coincidência significativa entre eventos psíquicos e físicos de dois ou mais fatos.

 

Mas afinal o que isto quer dizer???

São situações ou eventos que ocorrem na nossa vida que parecem que acontecem por magia ou milagre, isto é, quando vem a nossa memória alguém e nesse mesmo dia, essa pessoa, entra em contacto connosco. É quando precisamos de uma ajuda mas não sabemos como pedi-la, mas quase por magia alguém aparece com meios de nós ajudar. O mesmo acontece quando precisamos de uma informação e essa mesma caímos literalmente aos pés. Quem nunca tropeçou em textos no Facebook que vão de encontro as suas ânsias e medos? Quem nunca viu uma pena quando está desanimado ou triste?

 

Tudo isto é a Lei da Sincronicidade a funcionar, eventos que acontecem quando mais precisamos deles.

 

Também podemos afirmar que é a Lei da Atracção a funcionar, uma vez que emitimos para o Universo um desejo / intenção e este acaba por se organizar de uma forma perfeita para que o nosso intento seja correspondido.

Esta Lei funciona sempre!! Sempre! Mas, como é óbvio,temos que estar num estado de atenção e prontos a receber / identificar.

Muitas pessoas queixam-se que fizeram, pedirem e acontecerão e nada, que o Universo não ouviu, ou pior, acham que não são merecedoras dessa dádiva. Isto não é verdade. O Universo ouve sempre, o Universo organiza-se sempre, o Universo responde sempre, mas as pessoas é que tem que estar prontas a ouvir e receber. De nada adianta pedir e depois virar costas, devemos nos manter num estado de alerta e de fé constantes. Mas isto aqui entra noutro tema de Merecimento e Co-Criação que abordarei mais tarde.

 

Mas como o Universo se expressa?? Ou melhor, como podemos identificar a Sincronicidade?

  • Através de pessoas;
  • Através de livros, artigos, revistas;
  • Visualização de um símbolo que tenha significado para nós;
  • Através de penas, moedas, números;
  • Um texto ou frase no Facebook, ou qualquer outra aplicação;
  • Uma frase ou palavra dita por alguém;
  • ...

As possibilidades são infinitas, pois o Universo é infinito e ilimitado nos seus recursos.

 

A meu ver a Sincronicidade é o Universo a fazer magia!

 

Com Amor e Luz

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:39

A Espiritualidade e o Dinheiro

por Joana Cristina Pinto, em 04.04.17

índice.jpg

Sei que são energias que estão bastante distantes, mas não acredito que seja opostas ou que não possam existir em conjunto. Não vou defender o facto de cobrar as minhas consultas e orientação, mas sim vou deixar a minha visão de porque o faço.

 

Primeiro vamos a minha definição de dinheiro.

Dinheiro: energia material e física que serve para troca de serviços.

Dinheiro serve para isto mesmo, para trocas de serviços. Antigamente trocávamos bens alimentares ou objectos do dia a dia, hoje existe o dinheiro.

 

Muitas teorias existem, que dinheiro corrompe que é uma energia  do mal e que leva para o lado da sombra e não sei não o que (sim, já me disseram isto a mim). Já ouvi de tudo, e já desde pequena que ouvia que trabalho espiritual não devia ser pago, mas já la vamos.

Para mim o dinheiro não corrompe, as pessoas é que já tem essa energia em si e se deixam (escolhem) ser corrompidas. Não acredito que seja o dinheiro, mas sim as crenças, ideias e a forma como as pessoas utilizam esta energia.

Mais uma vez acho importante assumir-mos a nossa responsabilidade nas situações e não acusar o dinheiro pelas “coisas más” que acontecem.

 

Voltando a parte espiritual, tal como disse anteriormente, já desde pequena ouvia que trabalho espiritual não deve ser cobrado pois é um dom de Deus, que nos poder ser retirado. Criando uma ideia de medo e de culpa constantes e criando terapeutas amargos e com dificuldades.

Mas vamos por pontos pois é mais simples de expor as minhas ideias:

  • Dom de Deus todos nós temos, ninguém foi mais “abençoado”, simplesmente esta desperto e a fazer uso dessas capacidades; logo todos temos capacidades para o fazer;
  • Trabalho espiritual é mesmo isso “trabalho”, uma escolha minha, e de todos que o fazem, de ocupação, e tal como todos os outros trabalhos deve ser pago;
  • Estamos a prestar um serviço, disponibilizando o nosso tempo, espaço e conhecimentos;
  • O pagamento funciona igualmente como um reconhecimento do nosso trabalho, uma valoração. Eu disponibilizo um trabalho de qualidade e acredito que essa mesma qualidade deva ser reconhecida;
  • Quando a uma troca de serviços e esta não é paga cria-se uma energia de “dever”, criando karma, que mais cedo ou mais tarde será resgatado;
  • Ninguém perde o “dom” por cobrar dinheiro. O que pode acontecer é ocorrer um retrocesso da suas capacidades energéticas e espirituais pelo MAU uso dessas mesmas capacidades. Todos sabemos que existem maus profissionais em todas as áreas e nesta não é excepção, logo quem engana, mente e vê esta área como unicamente uma forma de enriquecer, mais cedo ou mais tarde a vida vai cobrar esse mesmo comportamento.
  • Podemos ter dedicado a nossa vida a ajuda e desenvolvimento espiritual, mas não deixamos de viver em um mundo material e físico onde temos que comer e temos contas para pagar.
  • Se pagamos para ir ao medico, que trata da nossa saúde, uma necessidade básica de todos nós, porque não pagar a alguém que trata da saúde da nossa espiritualidade e encaminha para o desenvolvimento pessoal e espiritual?

 

Sei que há muitas pessoas que não cobram, e tenho clientes que gostam de frisar isso nas minhas consultas, mas isso é uma escolha dessa pessoa. Não a faz mais nem menos que nós que cobramos, é simplesmente uma escolha. Poderá ter estabilidade familiar e financeira que permita isso, ou ter uma actividade profissional paralela que colmate as suas necessidades. Ninguém vive do ar.

 

E sejamos realista, há pessoas generosas e com capacidade de reconhecimento do nosso trabalho, e a as que não nos dão valor e acham que o que fazemos é trabalho menor. Pelo que nos cabe, a nós, terapeutas, dar valor ao nosso trabalho e estabelecer preços. Se não dermos valor ao que fazemos vamos ficar a espera que os outros o façam?

 

Não digo com isto que não tenha atendido sem cobrar, já o fiz, em situações pontuais onde tive indicação superior para o fazer. Mas não é me contarem os maiores dramas e tragédias que o faço, até porque sei ler, e muito bem, as energias que estão por trás e também  a intenção dessa mesma pessoa.

E também sei entender quando não podem pagar a consulta naquela altura, imprevistos acontecem a todos, mas ai basta falar comigo e tudo se resolve ( e até porque faço bastantes promoções por isso mesmo, para que os meus serviços possam chegar a todos), e não é solução não responder ou bloquear-me no Facebook só porque não querem pagar.

 

Eu já disse isto varias vezes e volto a repetir: eu não estou nesta área para enriquecer, ate porque o meu conho de consumo é uma casa na aldeia com quintal, mas no dia que que me derem comida, os Srs da agua, da meo, do gás e da luz não me cobraram nada eu não cobro pelas minhas consultas. Até lá vou cobrando.

 

Com Amor e Luz

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:53



Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D


Links

  •  

  • Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Mensagens

    Blogs de Portugal


    Seguir